Esquentando os tambores para o Grammy 2016 [5]

Imprensa e público adoram um grande retorno. O famoso “comeback” que traz de volta à cena um artista cambaleante, que superou seja ostracismo, seja vício em drogas ou confusões pessoais, é a trajetória que todos adoramos acompanhar e torcer – e se o artista em questão conseguir prêmios e reconhecimento do Grammy, melhor ainda.

A indústria da música já viu vários retornos à música extremamente bem sucedidos. Já comentei no post anterior sobre o comeback da própria Natalie Cole; e um dos retornos mais conhecidos foi o de Mariah Carey com o “The Emancipation of Mimi” – que a tirou do ostracismo após uma década de sucesso e a apresentou a uma nova geração de ouvintes.

Mas o blog vai destacar hoje dois retornos especiais para o mundo da música – que tiveram consequências bem distintas…

Continuar lendo

Anúncios