Previsão Video Music Awards 2015 [1] Melhor Colaboração

30 de Agosto é daqui a pouco, e uma certeza nós temos: é a de que o Video Music Awards 2015 promete, após surpresas entre os indicados e as tretas via twitter (que já foram resolvidas até o momento).

Este ano, as indicações são bacanas porque todos os vídeos são muito bons, cada um com sua característica especial, e em algumas categorias, qualquer um dos indicados merece a vitória. Em “Melhor Colaboração”, a disputa é entre hits massivos, alguns que quase fizeram história e outros que marcaram sentimentalmente os nossos corações. Por isso, essa categoria vai depender muito mais da MTV fazendo o voto de Minerva do que os fãs votando loucamente no site da emissora.

(porque você sabe, né, pode votar horrores, mas quem apita no final é a MTV)

Primeiro, os indicados

BEST COLLABORATION
Taylor Swift ft. Kendrick Lamar – “Bad Blood”
Mark Ronson ft. Bruno Mars – “Uptown Funk”
Wiz Khalifa ft. Charlie Puth – “See You Again”
Ariana Grande & The Weeknd – “Love Me Harder”
Jessie J, Ariana Grande, Nicki Minaj – “Bang Bang”

As análises seguem após o pulo!

Continuar lendo

Anúncios

Grammy 2015 – indicados a Performance Pop por Duo ou Grupo

Banner Performance Pop A categoria de “Melhor Performance Pop por Duo Ou Grupo” é sempre uma das mais disputadas do Grammy, desde a junção das falecidas “Performance Pop por um Duo ou Grupo” (que premiava apenas bandas) e a “Melhor Colaboração Pop” (que seriam os duetos, featurings e afins). Uma categoria que sempre inclui os hits do ano nos indicados (até LMFAO já teve chance de levar um Grammy!), existe desde 2012, e teve como vencedores em edições anteriores Tony Bennett e Amy Winehouse, Gotye e Kimbra e Daft Punk com Pharrell e Nile Rodgers. Agora é hora de conhecermos um novo vencedor, que pode vir de um grupo bem interessante de indicados, mesmo que os prováveis vencedores estejam bem à vista…

“Fancy,” Iggy Azalea ft. Charli XCX
“A Sky Full of Stars,” Coldplay
“Say Something,” A Great Big World ft. Christina Aguilera
“Bang Bang,” Ariana Grande, Jessie J & Nicki Minaj
“Dark Horse,” Katy Perry ft. Juicy J

Continuar lendo

Momento pop diva – Jessie J e o vídeo de “Burnin’ Up”

jessie-j-burnin-up-video--1411633796-large-article-0

Jessie J não está para brincadeira com a era “Sweet Talker”! Após o clipe girl-power do smash hit “Bang Bang”, a britânica decide deixar as coisas mais quentes com o vídeo de “Burnin’ Up”. Aparentemente, essa era mostra uma Jessie mais confortável numa posição de pop diva, ao invés da garota divertida cheia de atitude das fases anteriores, e este vídeo, que conta com o featuring de 2 Chainz, mostra bem essa faceta sexy e confiante da cantora. Com cenas de coreografia, closes no carão de diva, homens bonitos e sem camisa perto de uma piscina estilosa, Jessie de maiô e agarrada num boy desconhecido, o vídeo tem todos os atributos para hitar.

Ao mesmo tempo, o clima verão em “Burnin’ Up” ficou meio fora de contexto, já que no hemisfério norte, o outono já chegou. E apesar de ser um clipe típico para qualquer cantora feminina que queira ascender ao posto de pop diva,  a impressão final, depois dos quase quatro minutos de vídeo, é de que alguém já fez isso antes – e melhor.

Eu não sei se o clipe fará grande efeito na música (neste momento, “Burnin’ Up” está fora do top 100 do iTunes e mal começou sua carreira nas rádios), só apresentações na televisão e em premiações podem ajudar. Mas mesmo com o desempenho muito fraco, se comparado com “Bang Bang”, Jessie J pode dizer que tem um trabalho bem consistente em mãos.

E que pode atrapalhar as outras pop divas.

 

E você, o que achou do vídeo?

Jessie J não veio pra brincar com “Burnin’ Up”

Cover Jessie J Burnin' Up featuring 2 ChainsJessie J continua os trabalhos de apresentação de seu terceiro álbum, “Sweet Talker”. E parece que a cantora está finalmente encontrando seu lugar no pop com o segundo single do CD, “Burnin’ Up”. Com featuring do rapper 2 Chains e produção do “homem do ano” Max Martin, a faixa é um batidão pop/R&B bem quebração feito pra hitar worldwide – com a mesma base de “Bang Bang”: jeitinho de pop britânico, mas com um pé nos Estados Unidos.

A faixa tem uma coisa meio oriental que é deliciosa, com essa pegada R&B um pouquinho urban, e com uma pegada mais atual que o clima vintage 60’s do lead single. Os versos são simples e diretos, bem sensuais, com direito até a respiração ofegante da Jessie J nos versos. O o pré-refrão promete algo intrigante, mas mesmo que entregue muito mais um refrão bem agudo e meio processado, “I’m burnin’ up / come put me out / put put me out” é um desses momentos divertidos e viciantes que vão fazer a música bombar nos celulares e perfis do Spotify da vida. O vocal da Jessie está bem menos irritante, e aparentemente a cantora anda controlando o poderio da própria voz. Nada como um produtor experiente e calejado de pop music pra fazer milagres na vida de uma artista.

O featuring do 2 Chainz na música não ficou bem encaixado, e eu suspeito que a música sobreviveria bem sem o rapper na música.

Por fim, “Burnin’ Up” é inferior a “Bang Bang” e a explosão girl power da faixa, mas consegue manter a consistência de faixas divertidas e pra cima que parecem ser o direcionamento do novo álbum da britânica. Mas o principal é que a música tem a cara da Jessie, que me parece ter uma personalidade divertida e vibrante – e isso sempre foi um problema nos trabalhos anteriores da moça, que careciam de identidade ou no mínimo de algo diferenciado na popsfera. Com esses singles, podemos esperar grandes coisas para Jessie J no segundo semestre de 2014.

E você, o que achou de “Burnin’ Up”?

Design de um top 10 [7] Hoje é dia de reggae, de pop, de girl power

Banner-Design-de-um-Top-10

Após o reinado de “Fancy” na primeira posição do Hot 100, o reggae engraçadinho do Rude chega à quarta semana em primeiro lugar na Billboard. A construção do top 10 está bem diferente da nossa última análise, e por isso, o “Design de um Top 10” mostra as novidades deste mês de agosto na principal parada americana. Afinal de contas, o verão por lá ainda não acabou e tem muita água pra rolar debaixo dessa ponte!

 Top 10 Billboard Hot 100 (13/08/2014)

#1 MAGIC! – Rude
#2 Sam Smith – Stay With Me
#3 Iggy Azalea – Fancy (feat. Charli XCX)
#4 Nico & Vinz – Am i Wrong
#5 Ariana Grande – Problem (feat. Iggy Azalea)
#6 Jessie J, Ariana Grande & Nicki Minaj – Bang Bang
#7 Maroon 5 – Maps
#8 Meghan Trainor – All About That Bass
#9 Sia – Chandelier
#10 Disclosure – Latch (feat. Sam Smith)

 

MagicComeçamos, claro, falando dos primeirinhos. Atualmente, os canadenses do MAGIC! já não estão liderando o chart digital e as subidas deles não são as maiores das rádios, mas o grupo pode se orgulhar de ter “Rude” como uma das músicas do verão em 2014 segurando hits como “Problem” e “Maps”. A música, um reggae-pop divertidinho sobre um cara pedindo a mão da namorada em casamento para um sogro meio ameaçador, pode até deixar a primeira posição na semana que vem (o que me parece bem provável, observando os movimentos do iTunes e das rádios), mas deu uma boa visibilidade para o grupo. Ainda não ouço os sons de um próximo single nos EUA no horizonte; por isso, os riscos do MAGIC! ser mais um one hit wonder na terra do Tio Sam são grandes.

 

 

 

 

Maroon 5Enquanto isso, o Maroon 5 segue lucrando com o lead-single do “V”, “Maps“. A música, que teve seu peak semana passada – uma sexta posição, não prosseguiu com sua curva ascendente por algumas razões, incluindo 1. o fato de não ter sido um single estourado de cara (em relação aos leads anteriores) – o que pode ser compensado pela apresentação no VMA, dia 24, já marcada; 2. a estreia explosiva do single girl-power do ano, “Bang Bang“, da Jessie J com featuring de Ariana Grande e Nicki Minaj. O trio parada dura estreou em sexto no Hot 100 e tem grandes chances de subir. Além disso, a estreia de BB foi um momento importante para as três Jessie Jartistas: é o peak da britânica na parada americana – igualando o pico da Jessie com “Domino”, no já distante 2012; marca mais um top 10 da Miss Grande, colocando a jovem com duas músicas no top 10; e é o décimo Top 10 da Minaj, colocando a trinitina como a rapper feminina com mais top 10 na história do Hot 100. O que é um peak na vida de três pessoas…

 

 

 

 

Sam SmithE por falar em peaks, Sam Smith vem tendo um 2014 maravilhoso. Com duas músicas no top 10 do Hot 100 (além de “Stay With Me”, o britânico é feautring em “Latch“, do Disclosure), Sam conseguiu o pico em #2 com SWM, e a faixa tem grandes chances de conseguir o topo. Liderando o Mediabase e em sexto no iTunes, está em crescimento nas rádios e nos streamings enquanto a faixa do MAGIC! está começando a curva descendente. Ele merece ser reconhecido pelo bom trabalho; além disso, o álbum debut do rapaz, “In The Lonely Hour”, é um encanto.  E as chances de aparecer no Grammy aumentam ainda mais…

 

 

 

 

 

Meghan TrainorJá na categoria “possíveis one hit wonders”, você pode escrever na sua caixinha de memórias da década de 10 do século XXI o nome de Meghan Trainor. A gente não pode adivinhar o futuro, mas o cheirinho de sucesso passageiro emana da jovem cantora-compositora, que chegou ao seu pico momentâneo no hot 100 com a faixa divertidinha de autoestima “All About That Bass“, na oitava posição. Momentaneamente, a faixa superou “Bang Bang” e “Anaconda”, segundo single da Nicki Minaj, e está em primeiro no iTunes, após remar muito e conquistar muita gente com a música, um pop meio retrô com batidas doo-wop. A faixa saltou vinte posições, graças também aos streamings conquistados pelo clipe e o impulso dado pelas rádios, que começaram a abraçar a música. Será que Meghan pode beliscar esse topo? Será que ela tem chances de sobreviver até o próximo verão? Só o tempo dirá…

 

 

 

E aí, o que você achou do Top 10 desta semana?

 

Selo “hit” de qualidade: Jessie J, Ariana Grande & Nicki Minaj – Bang Bang

só não há condição pra essa capa né gente
só não há condição pra essa capa né gente

Após o desempenho apagado dos singles do “Alive”, Jessie J parece ter preparado o comeback para o terceiro álbum disposta a arrasar nos dois lados do Atlântico. A cantora e compositora britânica parece ter se encontrado no lead-single, “Bang Bang”, do novo álbum ainda sem nome – um pop uptempo com uma pegada R&B e um som meio vintage, com a batida algo de uma girl band dos anos 60, mas com o frescor de uma faixa moderna. Mas para hitar de fato, Jessie foi atrás de parceiras bem distintas, Ariana Grande (golden girl de 2014) e Nicki Minaj, que sempre é uma presença marcante em featurings. O que aparentemente poderia ser uma bagunça, acabou se tornando uma faixa interessante, grower, apesar de uma ou duas coisinhas que são culpa, na verdade, da artista principal.

A letra é ótima – basicamente uma bad girl mostrando pro interesse amoroso que ela é a pessoa, melhor que as good girls – com direito a um refrão que indica exatamente o que significa “bang bang”. Os versos da Nicki são ótimos – são fresh e badass, com o clima da música. Ainda sobre o refrão, apesar dele ser bagunçado numa primeira ouvida, à medida em que se ouve a canção você já começa a se ouvir cantando o primeiro “bang bang” e balançando os ombrinhos com a batida. Ariana traz aquela habilidade de quem sabe se enquadrar em qualquer canção – a beleza das principais intérpretes, e Jessie J apresenta uma ótima performance vocal, de quem sabe cantar e tem potência, mas em alguns momentos esse “showing” todo cansa, principalmente quando você tem uma música que tá sempre up, sempre em potência máxima – nunca tem um momento de descanso, o que pode cansar alguns ouvidos. Esse equilíbrio entre o talento vocal dela e o saber controlar esse vozeirão numa faixa é o que ainda falta à Jessie.

Mas no geral, a música é ótima, e tem a capacidade de hitar nos Estados Unidos e na Inglaterra, além de fazer um bom barulho WW. Se ainda não ouviu, pode dar play em “Bang Bang”: