Previsões para o Grammy 2019 [pós-30 de setembro]

Seguindo a rotina anual deste humilde blog, esta é a segunda postagem sobre as previsões para o Grammy 2019! A minha brincadeirinha de futurologia preferida desta vez inclui as atualizações do verão americano + novidades dos votantes do Grammy que  informam anualmente o que as gravadoras submeteram para ver se emplaca alguma coisa.

Como sempre, as previsões começam após o pulo – com foco em Pop Field e no General Field, mas com alguns bullet points sobre os outros fields. Bora!

Melhor Álbum Pop

Possível corte final:

Taylor Swift – “reputation”
Camila Cabello – “Camila”
Ariana Grande – “Sweetener”
Kelly Clarkson – “Meaning of Life”
P!nk – “Beautiful Trauma”

(wildcard: “Liberation”, “Man of the Woods”, “The Thrill of it All”)

A disputa aqui fica entre Taylor e Ariana, com Kelly Clarkson sempre com uma mão no Grammy. Não se esqueçam de que ela é a ÚNICA artista a ter dois prêmios nessa categoria, então nunca a coloquem de fora. Pra mim, essa premiação tá até fechada; talvez o elo mais fraquinho seja Camila Cabello, se pensarmos que tem um Timberlake esperando na fila pra entrar. O meu único porém à possibilidade de JT entrar aqui é que o CD foi malhado por muita gente e foi embora do mesmo jeito que chegou, num piscar de olhos; enquanto Camila é a “nova geração” e teve um álbum com melhor review e apelo com o público mais novo (ou seja, audiência).

Entre P!nk e Xtina, o desempenho mais vistoso do “Beautiful Trauma” pode ser um diferencial em relação à boa recepção do “Liberation”, mas que teve pouco apelo comercial.

Melhor Performance Pop Solo

Possível corte final:

“Better Now” – Post Malone 
“God Is a Woman” – Ariana Grande
“Havana (Live)” – Camila Cabello
“Delicate” – Taylor Swift
“Filthy” – Justin Timberlake

(Wildcard: “Ashes”, “Make me Feel”, “IDGAF”, “Beautiful Trauma”, “Pray”)

Em primeiro lugar, quem achou que “God is a Woman” é uma contender pra Pop Solo estava no mesmo mundo que Ariana quando pensou em casar com aquele cidadão. GIAW é uma ótima pedida pra Song, “no tears left to cry” é uma clássica pop performance com todos os ataques e punchs possíveis, uma clássica vencedora. Pode dar o prêmio pra Taylor, produção. Consegue até uma nomination, mas é aquela história né…

Cheguei à conclusão de que existem apenas dois artistas na indústria que conhecem a arte desse treco e ambos não tem dois AOTY à toa.

Segundo, não sei até que ponto a versão live de “Havana” pode conseguir algo. Até disse num comentário no primeiro post das Previsões que era uma excelente estratégia (especialmente porque é o maior hit da moça), pelo menos pra conseguir emplacar no corte final – é talvez o maior hit aqui e chegou ao #1, numa categoria que dá dó de tão fraquinha. Mas entre uma Taylor Swift e uma Camila Cabello pra ganhar prêmio, nem tem muito o que pensar…

Além destas, acho que as três músicas que vão completar a lógica aqui são apenas inserções. Post Malone é o que eu chamo de “wishful thinking”, porque apesar de compreensível a submissão nas categorias pop, toda a sua carreira foi nutrida pelas rádios e críticos de rap, o que o coloca como um corpo estranho aqui e o elo mais fraco da corrente. Já “Filthy”, que eu não garantia muito suas chances anteriormente, pode ser que ganhe tração apenas pela ruindade dessa categoria. Que ano fraco… Efeito da mediocridade no pop atual.

[se o Grammy quiser dar um pouco de interesse às coisas, podia tirar Post e JT e colocar Dua, com “IDGAF” (uma ótima canção pop) e a espetacular “Make me Feel” da Janelle, mas esse é um bold move too bold para os gostos da Academia]

Melhor Performance Pop por Duo ou Grupo

Possível corte final:

“Shallow” – Bradley Cooper & Lady Gaga
“Perfect Duet” – Ed Sheeran & Beyoncé
“Girls Like You” – Maroon 5 feat. Cardi B
“The Middle” – Zedd, Maren Morris & Grey
“Say Something” – Justin Timberlake feat. Chris Stapleton

(wildcard: “Youngblood”, “Pray for Me”, “Fall in Line”)

Habemus disputa! Definido o remix de “Perfect” em Pop/Duo, e se a tendência do grande retorno de Gaga se confirmar aqui, acho que a disputa tem muito mais fôlego – com o Maroon 5 e Cardi em estado de graça correndo por fora. É um corte final mais interessante e com várias chances de vitória, com várias sonoridades e artistas de diferentes trajetórias de carreira. (acho até que essa line-up é boa, forte e dificil de ser mudada)

Aliás, se Bradley Cooper não levar o Oscar, já pode pensar numa carreira musical hahaha

General Field

Artista Revelação

Quem pode estar na lista

Com a inelegibilidade de Cardi B e Post Malone, provando que ou o Grammy cancela logo essa categoria por NÃO SABER DEFINIR REGRAS ou faz aquele ultimato: “fez sucesso no período de elegibilidade? Entra”, o corte final de Artista Revelação virou a disputa mais sem graça que eu já vi, com chances altas do prêmio ir pra Dua Lipa justamente porque ela é a mais conhecida do grupo (e seria um azarão se a disputa tivesse incluído Cardi e Post).

Dua Lipa
Bazzi
Chloe x Halle
Hayley Kiyoko
Kelela
Jorja Smith
Rich the Kid
Kali Uchis
Troye Sivan

(a propósito, Troye Sivan ser elegível pra BNA quando o menino tem visibilidade há anos enquanto Cardi que surgiu agora não pode ser indicada é uma piada de péssimo gosto)

Record of the Year

Mais ainda que ano passado, este ano Record e Song são categorias que não possuem favorito – quer dizer, ano passado Song foi um wasteland em que, podem me criticar à vontade, mas ganhou a música com a melhor estrutura; e Record tinha uma vitoriosa PRONTA, mas o resto vocês já sabem. 

Aqui, a coisa está muito mais indefinida porque as submissões foram bem ruins por parte das gravadoras e seus artistas. Repito: existem apenas dois artistas que sabem submeter, e os dois AOTY não deixam mentir. 

Tipo, quem sugeriu “God’s Plan” em ROTY e SOTY com “Nice for What” pedindo indicação em Song? E quem achou que “God is a Woman” funciona como ROTY estava em águas duríssimas… “no tears left to cry” não é nenhuma “Single Ladies” que ganhou em Song porque era chiclete (mesmo liricamente falando não ser nenhuma brastemp…), e tem uma estrutura pouco vistosa para ser considerada a “canção do ano”… Mas enfim.

Dessa turma toda, acredito que a única faixa que parece meio estranha aí é “Meant to Be”, mas o single tem 46 semanas em #1 nas rádios COUNTRY (eu pesquisei isso e ainda não creio), um recorde que não ficará fora do raio de observação da Academia.

Quem pode entrar na lista? 

“God’s Plan”, Drake
“This Is America”, Childish Gambino
“I Like It”, Cardi B feat. Bad Bunny & J Balvin
“The Middle”, Zedd, Maren Morris & Grey
“Delicate”, Taylor Swift
“All the Stars” – Kendrick Lamar feat. SZA
“Rockstar”, Post Malone feat. 21 Savage 
”APESHIT”, The Carters
“Make Me Feel”, Janelle Monaé
“Meant to Be”, Bebe Rexha feat. Florida Georgia Line 

(wildcard: “Shallow”, “God’s a Woman”, “Perfect Duet”)
(*a propósito, Rockstar não é de setembro?)

Song of the Year

Eu tô perecendo com essas categorias e as péssimas escolhas dos envolvidos… Não entendo por que Ed Sheeran não colocou “Perfect Duet” em SOTY, era um lock fácil, especialmente porque tanto ele quanto Beyoncé já ganharam em Canção, entrariam na disputa como favoritos.

Acho que no fim, não teremos grandes mudanças em relação a Gravação; apenas sinto que talvez “APESHIT” fique de fora por conta daquele verso. E acho que Atlantic tomou uma decisão errada com uma de suas faixas mais fortes…

Quem pode entrar na lista? 

”God’s Plan”, Drake
“This Is America”, Childish Gambino
“I Like It”, Cardi B feat. Bad Bunny & J Balvin
“Shallow”, Lady Gaga & Bradley Cooper
“Delicate”, Taylor Swift
“All the Stars” – Kendrick Lamar feat. SZA
“Rockstar”, Post Malone feat. 21 Savage 
“Make Me Feel”, Janelle Monaé

(wildcard: “Shallow”, “no tears left to cry”, “APESHIT”, “Boo’d Up”, “Mine”, “Love Lies”)
(*não fiquem surpresos se faixas como “Mine” ou “Love Lies” fizerem indicações surpresa, mantendo uma tendência recente da Academia em indicar jovens promessas do pop ou compositores com bom trânsito na indústria – ver Mike Posner, Julia Michaels, Lorde)

Álbum do Ano

A expansão de cinco para oito indicados nas categorias do General Field não significa que todo mundo vai ser colocado aqui. Eu vou inserir as indicações de acordo com o grau de possibilidades, bem como uma espécie de “chute no escuro” que não se surpreendam se rolar.

Possibilidade alta

Em linhas gerais, temos aqui representantes de vários fields – pop (já que não tem muita gente com fôlego pra chegar aqui sobrando), country, rock, rap, os roqueiros mais consagrados, act antigo (Macca) e a turma do Urban (The Carters seriam inclusos aqui mais por serem quem são do que por qualquer outra coisa; o grande CD do field é “Dirty Computer”).

A única coisa distinta aqui é “Tha Carter V”, o longamente esperado novo CD de Lil Wayne, que foi lançado perto do fim do período de elegibilidade (28.09), e pode dar uma sacudida nessas indicações aqui, porque Wayne tem indicações em AOTY no distante ano de 2008 (quando muitos de vocês eram ainda crianças) pelo “Tha Carter III”, aclamadíssimo – e os críticos consideram o “TCV” o melhor desde o III. Ou seja.

“Tha Carter V” – Lil Wayne
“Golden Hour” – Kacey Musgraves
“Dirty Computer” – Janelle Monáe
“reputation” – Taylor Swift
“Black Panther” – Various Artists
“From a Room Vol. 2” – Chris Stapleton
“Invasion of Privacy” – Cardi B
”Scorpion” – Drake
“Everything is Love” – The Carters
“Egypt Station” – Paul McCartney

Possibilidade média

Sai Lil Wayne e entra Travis Scott, com o aclamadíssimo “Astroworld”, que ainda vendeu feito água. Como é um ano forte para o rap, não me surpreenderia se a Academia não seguisse a ideia de “antiguidade é posto” e desse uma chance a um rapper da nova geração. Pode ser ainda que o Grammy opte por colocar apenas um indicado em Country e coloque um act tradicional aqui como Beck, que sempre marca presença em AOTY desde os anos 90.

“Astroworld ” – Travis Scott
“Golden Hour” – Kacey Musgraves
“Dirty Computer” – Janelle Monáe
“reputation” – Taylor Swift
“Black Panther” – Various Artists
“Clocks” – Beck
“Invasion of Privacy” – Cardi B
”Scorpion” – Drake
“Everything is Love” – The Carters
“Egypt Station” – Paul McCartney

Chute no escuro (na vida, se arriscar é sempre bom)

E se… Drake sofrer com a “Ed Sheeran curse” e só for lembrado no rap field? Tipo, se a Academia disser: “filho, não” e simplesmente colocar no General Field álbuns mais rap que pop? Eu não ficaria nem um pouco surpresa com uma configuração sem o canadense e sem os Carters, focando em destacar apenas os grandes álbuns que tiveram algum impacto overall e assumindo que a Academia é mais canceriana que eu e vai lembrar quem a tratou com desprezo?

Além disso, uma configuração com mais outro álbum de trilha sonora é possível, já que The Greastet Showman vendeu feito água e a trilha de Pantera Negra está no rap field…

“Tha Carter V” – Lil Wayne
“Golden Hour” – Kacey Musgraves
“Dirty Computer” – Janelle Monáe
“reputation” – Taylor Swift
“Black Panther” – Various Artists
“From a Room Vol. 2” – Chris Stapleton
“Invasion of Privacy” – Cardi B
“The Greatest Showman” – Various Artists
“Colors” – Beck
“Egypt Station” – Paul McCartney


Bullet points da alegria:

  • Nossa amiga remix “Finesse” não entrou em nada nas categorias de canção, o que é uma surpresa; mas concordo com a ideia de alguns users no Goldderby de que a Atlantic foi esperta em segurar “Finesse” pra evitar uma possível vitória do Bruno em mais um ano seguido (porque se entrasse no R&B field era um lock e mais um Grammy pra ele polir em casa; além de um brinquedinho pra filha da Cardi, Kulture, se distrair). A faixa foi submetida merecidamente em vídeo – saiu no começo do ano e continua sendo um dos melhores já lançados em 2018.
  • Black Panther”, “Invasion of Privacy”, “Scorpion”, “Astroworld”, “Tha Carter V”, “Daytona” (Pusha T), “Kamikase” (Eminem); “KOD” (J. Cole), “Queen” (Nicki Minaj), “Huncho Jack, Jack Huncho” (Quavo e Travis Scott), “Without Warning” (21 Savage, Offset e Metro Boomin)… Todos esses álbuns apresentam variadas sonoridades envolvendo rap e urban, e foram recebidas com diversos níveis de aclamação pela crítica e público no período de elegibilidade (e olha que não falei de todos que foram submetidos, o que mostra que produção, inventividade e percepção de que os limites sonoros podem ser rompidos estão no rap field. A escolha do corte final para Melhor Álbum de Rap será difícil, e a briga final igualmente complicada. Melhor disputa da noite, de longe.

Agora é com vocês? O que acham das novas configurações de previsão após as submissões das gravadoras e dos artistas? Como vocês pensam que será o corte final de vocês?

Anúncios

9 comentários sobre “Previsões para o Grammy 2019 [pós-30 de setembro]

  1. Ai … não sei o que pensar, vamos lá.

    Mari, lendo seu post em 12/11 estou penando que GIAW tem chances bem boas em pop solo. Com o senário pop do ano e analisando o estagio atual da própria Ariana, NTLTC seria a aposta certeira. Digamos que agora aposto mais na Ariana do que na Taylor. Aliais GIAW é bem superior (musicalmente) que NTLTC (até hoje n desceu mt bem).

    Em Álbum pop, acredito que vc previu o futuro com as indicações. Taylor e Ariana vão sair no tapa por esse premio, pior que realmente as duas merecem.

    Best New Artist – A zona nunca acabará, Troyer podendo ser indicado é rididico (exceto indicações pelo seu album ou o do Charlie, são muito bons)

    Tenho esperanças com Love Lies em pop duo, merecia.

    Mari cade você no canal do youtube?

    • e eu achando que a Ari ganhava o Grammy de Pop Solo com No Tears Left To Cry….gravadora porque me mataste?
      God Is A Woman é fantastica, mas de longe não teve o mesmo impacto e folego que No Tears que foi um dos maiores ou o maior hit solo pop feminino do ano. Alias, eu super apoiaria No Tears ser submetida em todas (song, record e pop solo), porque teria mais chances e focaria no hit de verdade, pra nao acontecer o mesmo que houve com a Katy ano passado de tipo: essa musica pra ca, a outra pra la e tal. Tipo, é essa música, No Tears Left To Cry, é essa que vamos submeter e é essa q eles vão ter q votar e fim de papo. A Ariana teria muito mais chances de indicacoes e uma possivel vitoria apenas com No Tears do que com God is a woman junto.

      Sobre a Taylor, eu não sei se merecia tudo isso, se ela conseguir vai ser só por vendas e a modesta Delicate, porque de resto foi uma era extremamente apagada com um album que não marcou tanto esse ano, tipo, nao teve nada alem de Delicate e a turne que aconteceu de interessante nessa era.

      A Camila infelizmente deve ficar apenas com indicacao em Album pop msm, ja que Havana saiu em agosto do ano passado. Tenho certeza que se a musica tivesse saido depois, estaria fazendo estragos esse ano, principalmente em Pop Duo e Record

      Pra Album do Ano, como deve ficar no rap msm e nao vai dar pra Cardi entrar em revelacao (e a Dua pode né? Muito q bem Grammy), acho q o Invasion merecia porque foi aclamado, teve grandes hits e realmente marcou de verdade, alem de ser uma rapper feminina, algo nao muito comum da academia premiar em album do ano acredito eu, que acompanho a premiacao a pouco tempo

      ah, e tambem acharia incrivel se Gaga levasse indicacoes com Shallow que sim, hitou e foi aclamada, quer queira ou quer nao. Acho impressionante a capacidade q ela tem de virar o jogo

      • Eu acho o seguinte: pra vc colocar duas músicas diferentes em Record e Song, as faixas precisam ser fortes e terem muito impacto no mainstream pra conseguirem combar ROTY e SOTY. Além disso, o artista em questão tem quer “serviços prestados” dentro da Academia, o que Ariana ainda não tem.

        No caso dela, Ariana ainda tinha o fato de GIAW ser uma faixa que a letra tem um duplo sentido bem pensado, e a expansão de cinco para oito indicados, que abre mais vagas para outros acts além “dos de sempre”. Mas a gravadora se passou em alta nessa

  2. POP ALBUM – concordo com o seu corte, com a vitória entre taylor e ariana:
    Beautiful trauma
    Camila
    Meaning of life
    Reputation
    Sweetener (apesar de ter vendido menos, é mais aclamado q o reputation, ela ta em um bom momento na carreira e é a única chance de vitória dela na minha opinião)
    >>na fila: the thrill of it all, liberation, high as hope

    POP SOLO – nao acho q o JT não entra aq e se o PM entrar vou ser obrigado a pegar em armas; pra mim fica:
    Delicate – possível winner
    God is a woman
    Havana (live) – WINNER (se happy ganhou… além disso é o único hit aqui)
    I don’t think about you
    Make me feel
    >>na fila: new rules (live), in my blood, better now

    POP DUO/GROUP – os indicados devem ser esses mesmo, com a vitória entre shallow (minha torcida) e perfect:
    Girls like you
    The middle
    Perfect duet
    Say something
    Shallow
    >>>na fila: fall in line, psycho

    RECORD OF THE YEAR – não consigo vislumbrar qm ganha, mas os indicados acho q fica mais ou menos assim:
    All the stars
    God’s plan
    I like it
    Make me feel
    Meant to be
    Perfect duet
    Shallow
    This is america

    ALBUM OF THE YEAR – acho q janelle poderia ganhar aq se o kendrick ou beyoncé/jay z ja tivessem vencido; como nao, aposto no black panther com EiL em segundo; se o grammy quiser premiar alguem branco dnv aposto na kacey musgraves; meus indicados:
    Black panther: the album
    Dirty computer
    Everything is love
    Golden hour
    Invasion of privacy
    Masseduction
    Reputation
    Scorpion

    SONG OF THE YEAR – acho q perfect duet n entrou aq pq é remix ne? Tbm n consigo vislumbrar um vencedor:
    All the stars
    Apeshit
    Boo’d up
    Delicate
    God’s plan
    No tears left to cry
    Shallow
    This is america

    >Apesar de n entender nd de rap, resolvi dar uns palpites tbm rs
    RAP PERF
    American dream
    Apeshit
    Killshot
    Nice for what
    Sicko mode

    RAP/SUNG
    All the stars
    I like it
    In my feelings
    Lucid dreams
    This is america

    RAP SONG
    All the stars
    Apeshit
    Be careful
    God’s plan
    This is america

    RAP ALBUM
    Astroworld
    Black panther: the album
    Invasion of privacy
    Tha carter V
    Scorpion

  3. Ok vamos lá

    Não acho que Ariana Grande seja front runner com a Taylor em pop vocal, acho que eles premiariam até o álbum flop da Kelly, antes de premiar a Ariana, o Sweetener não é nenhum Purpose. O Purpose é um álbum de um artista considerado “teen” como ela q hitou muito, só que ele concorreu com Adele no ano.
    Além disso, não acho que Camila tem a força de receber votos pra ser indicada em pop vocal.
    A bancada do Grammy, moveu o álbum do Post para best pop vocal album, eu acho que ele recebe a indicação devido ao sucesso que é o principal fator dessa categoria, porém não ganha.
    E por fim, Taylor deve ganhar essa categoria. O álbum mais vendido dos futuros indicados, a tour que tinha sido definida como um fracasso por toda a mídia, acabou sendo a turnê feminina mais lucrativa da historia dos EUA, superando a 1989wt e manteu o álbum evidente durante todo o ano. Ainda teve Delicate que aconteceu, então sem dúvidas ela deve ganhar. Ela já concorreu contra Kelly que é veterana e ganhou. Engraçado é que pelo desempenho inicial do álbum, nem parecia que reputation iria concorrer como favorito da categoria no Grammy 2019, parecia que seria só um concorrente filler e acabou que nada de interessante aconteceu no pop esse ano que possa interferir a vitória dela.
    Acho que os indicados em pop vocal ficam assim:

    reputation – Taylor Swift
    Meaning Of Life – Kelly Clarkson
    Sweetener – Ariana Grande
    Beautiful Trauma – P!nk
    Beerbongs & Bentleys – Post Malone

    Com a possibilidade de ser que nem como ano passado 6 indicados então esses álbuns poderiam aparecer: The Thrill Of It All, High As Hope, Camila, Man Of The Woods.

    Sobre pop solo performance, essa categoria nunca esteve tão fácil para a Taylor ganhar com perfect sendo submetida em duo/group e GIAW em vez de ntltc, ela já concorreu 3 vezes e perdeu, ela será o maior nome dos indicados, porém não terá o maior hit que pertence a Camila por Havana (Live). Essa categoria está entre Delicate e Havana, não dou Delicate como vencedora ainda, pq não sei se a versão live de Havana será ignorada, além disso, só canções #1 e #2 ganharam pop solo, então isso pode prejudicar a Taylor e beneficiar a Camila. Ariana nem precisa ser citada aqui kkk submeteu a música com menos chances de ser vencer, pediu pra perder, não que se ela indicasse ntltc seria vitória garantida, mas teria muito mais chances que God Is A Woman.

    Delicate – Taylor Swift
    Havana (Live) – Camila Cabello
    Better Now – Post Malone
    God Is A Woman – Ariana Grande
    I Don’t Think About You – Kelly Clarkson

    Essa categoria está tão fraca que foi difícil escolher o 5° indicado aí escolhi a Kelly porque ela sempre é indicada, mas ela pode ser facilmente substituída por Pray do Sam Smith, Mine do Bazzi entre outros.

    Acho que JT será um fator irrelevante pro Grammy do ano que vem, a maior chance dele é Say Something, porém a categoria best pop duo/group está muito concorrida, ele pode ser facilmente ignorado. Assim como JT, acho que Sam Smith também será um fator irrelevante no Grammy, mesmo se acontecer de aparecer alguma indicação. O álbum dele não teve sucesso como anterior, pelo contrário flopou muito e sei que ele é 4x time Grammy winner sendo 3 nas principais, mas ele não é Adele! E a musica dele que ganhou Oscar nem foi indicadaada ao grammy, Skyfall por exemplo foi e ganhou.

    Não tenho muito interesse no Best Pop Duo/Group esse ano, mas acho que os indicados serão esses:

    Perfect Duet – Ed Sheeran & Beyoncé
    Girls Like You – Maroon 5 feat Cardi B
    The Middle – Zedd feat Maren Morris & Grey
    Shallow – Lady Gaga & Bradley Cooper
    Hunger – Florence + The Machine

    Sobre o General Field quero fazer algumas observações, a primeira é que você se perguntou porque Perfect não foi submetida em SOTY. O álbum Divide ganhou Best Pop Vocal Album esse ano, então todas as músicas estão inelegíveis em qualquer categoria que premie a música por composição aka SOTY. Por isso ele só poderia submeter a música em ROTY e só se fosse uma versão alternativa (Remix, dueto, acústica) não poderia ser a versão original do álbum e foi o que ele fez submeteu o dueto com Beyoncé.

    Outro ponto é o Best New Artist, eu vi muita gente prevendo Greta Van Fleet, é uma banda de rock que acabou de lançar seu primeiro álbum inclusive, considerado como o “upset” da Dua Lipa se caso não ganhar essa categoria.

    Tem uma música intitulada You Say de uma cantora crista dos EUA que está fazendo muito sucesso para uma música gospel, o álbum dela debutou no top 3, tendo o maior debut em vendas do século de um álbum cristão. Eu axho que essa música poderia ser indicada em SOTY e talvez o álbum dela até em AOTY. Não acho que o GF será todo mainstream.

    E sobre Meant To Be, essa música será indicada o country field e talvez até no GF mas não ganhará nada, ano passado body like a back Road passou mais de 33 semanas em #1 na hot country e mesmo assim perdeu country performance para o Adele do Country, Chris Stapleton. Blue Ain’t Your Color também passou +30 semanas em #1 na hot country e perdeu a categoria. Essas músicas são consideradas muito Pop para a bancada premiar em Country, além de que eles não aparecem gostar de Florida Georgia Line, eles tem um maior hit country da década, chamado Cruise, platinado 11x na RIAA e foi ignorado nem recebeu indicações

  4. Álbum Pop: concordo com todas as suas indicações, as duas artistas teen tiveram álbuns #1 e tem 2 singles no top 10
    Diva: Taylor tem duas musicas no top 5 e seu álbum e o único álbum feminino com mutiplas semanas em #1 dos últimos tempos, tirando A Star Is Born da gaga, e apesar do álbum ser o pior da taylor ela inda é queridinha e tem um grande poder de vendas
    As Consolidadas: P!nk seu BT que já vendeu 3 milhões ao redor do mundo vai levá-la até o corte final e mesmo sem um top 10 se nome forte e as vendas massivas do álbum despensa grandes hits, o mesmo vale para Kelly Clarkson seu recorde na categoria e seu nome mais que consagrado

    Melhor Performance Pop Solo: Better Now é a musica que tem produção legal, melodia boa, e letra cativante que quando esta no meio você já ta cantando alem de ter como interprete um cantor em seu auge e a cota do hits (#3 Hot100)
    God is Woman bom não tenho muito o que dizer aqui a música não me conquistou e a interpretação dela aqui não e digna da letra, mais deve receber uma indicação por ser Ariana Grande e atrair publico
    Havena (live) sera é isso que eu tenho a dizer sera que Havana vai entrar o grammy vai deixar a birra de lado com ex de grupo teen? de qualquer forma a interpretação dela e cativante e a música e um hit
    Delicate vou confessar que nunca gostei da música, mesmo quando me obrigava a escutar o rep para tentar gostar das músicas u pulava ela, porem a música foi muito aclamada pela critica e teve um desempenho mediano e ela tem um nome forte então talvez ela ganhe
    Filthy não acho que esta música vá entrar, é muito mais fácil Dua Lipa ou P!nk entrar ou ate mesmo as duas em um futuro que sejam 6 indicados

    Melhor Performance Pop por Duo ou Grupo: Shallow já pedem dar o grammy, shallow é perfeita ela tem os três criterios para o grammy é um hit (#5 Hot100), tem a aclamação publica e de critica , fora isso temos um pop-country que o grammy adora. Se Shallow chegar ao #1 antes deles decidirem quem leva o gramofone a vitoria é da gaga.
    Perfect Duet temos aqui um dos dois empecilhos de shallow, PD foi um grande hit e é isso que ele tem a seu favor, a música é apenas uma grande balada cativante e romântica com um interprete no auge ao lado de uma grande diva, mais a música não é hello que passou 10 semanas em #1 e continuou forte mesmo com os virais do JB, porem temos Beyoncé e seu nome $$$ nunca deve ser questionado no grammy.
    Girls Like You tudo que a Cardi B toca vira ouro, mas nme sempre isso este ouro tem formato de gramofone. Aqui abrimos mais uma porta do field hit, se PD e um obstaculo para shallow, GLY vai tirar alguns votos do Ed.
    The Middle, acho que ela esta aqui por falta de opções melhores, se stay não ganhou nada não é com está que o premio vem.
    Say Something aqui temos o segundo empecilho de shallow, JT é um nome forte e vai carregar alguns dos votos country da Gaga e do Bradley Cooper, mas shallow aindas tem o fator hit aqui.

Comente aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s