Eu ouvi a palavra “Oscar”? “Shallow”, Lady Gaga & Bradley Cooper

Impressionante o quanto os últimos anos vem sendo de grandes trilhas sonoras para filmes em Hollywood. Parece que a década de 2010 decidiu retornar aos bons tempos dos anos 80, em que faixas com forte apelo popular eram indicadas e ganhavam Oscar de Canção Original. Podemos colocar na conta de Adele, de todas as pessoas, que tornou “Skyfall” um verdadeiro evento que deu um merecido Oscar a um dos melhores filmes da franquia 007; e depois aparentemente todo mundo do pop apareceu aqui e ali lançando single pra filme, vendo se emplacava aquele Oscar – desde “Happy” (que perdeu pra masterpiece ‘Let It Go”), a emocionante “Glory”; o ano fortíssimo com “‘Til It Happens To You”, “Earned It” e uma das vencedoras mais tenebrosas dos últimos anos “The Writing’s on the Wall” (sem contar que “See You Again” merecia ter chegado até aqui); e ano passado com “Can’t Stop that Feeling”; parece que finalmente o pop voltou a tomar de assalto as categorias de Canção Original com faixas que conseguem ser mais atemporais do que aquelas que alguns artistas ficam lançando sem ser obrigação de filme.

(agora, dai a César o que é de César: quem trouxe de volta a excitação pelo  lançamento de trilhas sonoras de filmes no geral, como mais uma forma de garantir o sucesso da produção, foi justamente “Crepúsculo”, há exatamente dez anos. Até comentei sobre isso nesse post de 2015, que já merece uma atualização)

Pensando nisso, veja como 2018 promete ser outro ano FODA pra se ter músicas indicadas a Original Song. Você tem faixas que são fortes e que fazem parte de um conceito (como “All the Stars”, de “Pantera Negra”), músicas surpreendentemente de acordo com a vibe do filme (a exemplo de “Ashes” em “Deadpool 2”) e pelo que deu pra ver, aqui temos uma música que funciona como canção pop e como música dentro do filme (que evidentemente ainda não vi, e só ouvirei o resto das faixas após assisti-lo).

Estou falando de “Shallow“, primeiro single lançado da trilha sonora de “Nasce uma Estrela“.

Pop/rock anthem pra cantar junto segurando a lanterna do celular, é um tiro curto e direto no seu coração. Na segunda ouvida eu já estava cantando junto; o que indica que os compositores da faixa (incluindo Lady Gaga e Mark Ronson) sabiam exatamente que queriam algo grudento, catchy e que todo mundo se identificasse. O pop atual tá pedindo por isso, e aparentemente, é um musical que fará essa função com maestria.

“Shallow” é um MUSICÃO, com letra simples e EXTREMAMENTE EFETIVA, além de evocativa, melancólica… Não é extremamente elaborada, mas tanto a escolha das palavras e o encontro de vozes entre Gaga e Bradley Cooper (aliás, eu nem imaginava que esse homem cantava tão bem, minha gente) funciona perfeitamente (a timidez que depois explode em glória e liberdade dela; aquela melancolia e um certo cansaço e desesperança dele), o que me faz pensar em quanto o filme deve ser igualmente incrível.

Para os não iniciados, “Nasce uma Estrela” é um filme famoso cujo novo remake, dirigido pelo próprio Bradley, está na sua quarta versão, e já teve regravações com Judy Garland e Barbra Streisend. É a clássica história de um astro famoso que conhece e se apaixona por uma jovem artista iniciante, e enquanto a fama dele decai, a dela só cresce (parece o roteiro de “O Artista” também, mas ok). Confesso que achava esse novo remake uma bomba atômica (quem quer outro “Nasce uma Estrela”, e logo com um diretor novato?), mas o trailer era muito bacana e logo depois as críticas mostraram ser um dos melhores filmes do ano, com sério Oscar Buzz. Ou seja, tudo que cercar “Nasce uma Estrela” tem que ser visto com atenção.

Ainda sobre a música, tem um momento do crescendo, quando Gaga começa a vocalizar e a música vai subindo pra explodir no rock anthem e nessa hora é que ela te pega. A estrutura não é tão óbvia, mas é super sincera. E aparentemente, tem muita relação com o filme, o que para os votantes dessa categoria, é essencial.

Por último, mas não menos importante: lançar “Shallow” agora, no finzinho de setembro, e não na quinta dia 04.10, por exemplo, foi a melhor decisão da vida de quem está cuidando da divulgação desse filme, porque 

  1. tem tempo de concorrer ao Grammy 2019 (Colaboração Pop tá uma VERGONHA, essa faixa entra pra dar o mínimo de respeitabilidade àquilo – se bem que ainda tem Mídia Visual…);
  2. se é o que eu tô pensando, é a música submetida ao Oscar que vão fazer aquele buzz maior. Sempre tem uma ou duas que gostam de submeter, mas tem aquela que investem mais.

Pois bem, e vocês, o que acharam de “Shallow”? Acreditam que esse Oscar finalmente vai pra casa da Gaga?

Anúncios

3 comentários sobre “Eu ouvi a palavra “Oscar”? “Shallow”, Lady Gaga & Bradley Cooper

  1. Shallow vencer parece fácil, mas minha dúvida é: Lady Gaga vai ganhar o Oscar pela música? Porque pelo que sei a Academia atualmente só aceita 3 compositores por canção e a música tem 4. Em 2007 Beyoncé ficou de fora por Listen de Dreamgirls justamente porque era a quarta compositora.

    • Sobre a indicação, depende da ordem de compositores (pelos créditos que eu vi aqui na Wikipedia, o nome dela aparece primeiro, e quem ficaria de fora seria Mark Ronson); sobre a vitória, aí a coisa fica complicada – tem “Ashes”, que é ótima (e dentro do filme, funciona perfeitamente) e alguma da trilha sonora de “Pantera Negra” (creio que “All the Stars”), que movimentou bastante nos charts e no imaginário popular. Acho 2019 um ano bem forte pra canção original.

  2. Ela tem uma estrutura diferente porem ela funciona muito bem. Shallow tem tudo para ser a grande balada do outono americano, embora a prometida para ser o grande clássico seja I´ll never love again se a gaga e sua equipe forem espertas as duas terão seu momento.
    Falando sobre prêmios eu duvido que a gaga saia do Grammy de 2019 sem nem um gramofone, melhor música feita para mídia visual e pop duo já são indicações ceras caberá a academia escolher qual das duas da para gaga ou ate mesmo as duas e algo amais. elem disso em 2020 gaga deve ganhar mais alguns prêmios para a trilha sonora como um todo e possivelmente para I´ll never love again
    Oscar é um mundo novo para mim, porem gaga já foi indicada por sua Til It Happens To You o que deve dar pontos a gaga para uma possível vitoria

Comente aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s