Indicados ao VMA 2016 [3] Melhor Vídeo de Rock

banner melhor video rock

Houve um tempo em que a MTV se preocupava com o rock – exatamente porque, emissora que visava o comércio e o lucro, a MTV sabia que o rock dava dinheiro e disputava espaço com a música pop. Por isso, houve um tempo em que os vídeos de Rock que eram indicados ao Video Music Awards do field eram representantes mais ou menos fiéis do estilo. Desde Guns N’ Roses, vencedor do primeiro Moonman, lá em 1989; passando pelo Aerosmith, Metallica, Foo Fighters, Rage Against The Machine, e o Green Day; e indicados de várias épocas como o Nine Inch Nails, Stone Temple Pilots, Marylin Manson, Arctic Monkeys e The Killers; o que mais bombava na cena era indicado e premiado.

No entanto, com o passar dos anos, a própria definição do que era “true rock”, a chegada dos “emos” (sdds anos 2000) e a inclusão de bandas mais pop do que qualquer outra coisa na lista de indicados (I see you Coldplay e a vitória da LORDE) fez com que questionássemos qual era o nível de importância que a MTV dá ao seu prêmio. Será que ainda mantém a categoria de Melhor Vídeo de Rock porque ela é histórica ou só pra dizer que tem “diversidade de estilos” no VMA?

Em meio a essa busca pela própria identidade, tanto a categoria em específico quanto o mainstream do rock, é que nos deparamos com os indicados a Melhor Vídeo de Rock do VMA 2016:

Melhor Vídeo de Rock
All Time Low – “Missing You”
Coldplay – “Adventure of a Lifetime”
Fall Out Boy feat. Demi Lovato – “Irresistible”
twenty one pilots – “Heathens”
Panic! At The Disco – “Victorious”

A análise está no pulo!

 

All Time Low – “Missing You”

A banda de pop-punk All Time Low já tem mais de uma década na estrada, e com a mesma formação (o que é um milagre em se tratando de bandas de rock, especialmente porque um dos indicados aqui já nem sei mais se o cantor é o mesmo haha). O grande estouro deles no mainstream foi com o terceiro CD, “Nothing Personal”, de 2009, e a banda continua mantendo um equilíbrio entre boa recepção do público e críticas positivas dos resenhistas musicais. E é sobre a relação entre a banda e seus fãs nesses anos todos de estrada que se trata o clipe de “Missing You”.

Simpático e até inofensivo, o vídeo da música, um midtempo com forte pegada pop, mostra os integrantes do All Time Low interagindo com os fãs via vídeo (skype, talvez?), enquanto o vocalista Alex Gaskarth cantava a música (agradável e bem bacana) pelas ruas de Londres. Um vídeo bem filmado e que não soa chato com a interação entre música e papo com os fãs, mas é essa simpatia e caráter inofensivo que deixa o vídeo meio de fora dos favoritos, especialmente com indicados bem mais poderosos nessa equação.

Coldplay – “Adventure of a Lifetime”

E quando digo indicados poderosos, digo pesos pesados mesmo! O Coldplay é um dos indicados ao prêmio com o clipe de “Adventure of a Lifetime”, do álbum “A Head Full of Dreams”, e chega com macacos simpáticos dançando ao som da música, que está mais próximo de ser um single pop do que rock (e aí reside a crise de identidade dessa categoria no VMA). O clipe é impecável, divertido, dinâmico e quando você pensa que vai cansar, aparece outra situação mais nonsense ainda – a exemplo das coreografias dos macacos.

Apesar da música não ser lá uma Brastemp (é impressão minha ou desde o Mylo Xyloto o Coldplay parece seguir no piloto automático?), o clipe combina bem com o clima da música e o uso dos efeitos especiais na feição dos macacos foi muito bem vindo (curiosamente, o macaco que representava o Chris Martin é mais carismático do que o britânico). Um ótimo vídeo, de uma banda famosa no mundo inteiro e cheia de fãs. Teoricamente, o natural favorito ao prêmio. Teoricamente.

Fall Out Boy feat. Demi Lovato – “Irresistible”

O grupo de pop punk que era um dos queridinhos dos emos na metade da década cresceu pra se tornar uma séria, respeitável e surpreendente banda de rock, conseguindo uma boa exposição nas rádios e o retorno positivo da crítica. No álbum “American Beauty/American Psycho”, a primeira faixa, “Irresistible”, ganhou um remix interessante com a Demi Lovato (mostrando que a moça deveria dar outra chance ao pop/rock, mesmo encontrando um caminho interessante na subestimada “Body Say”), com direito a um clipe que é a cara do Fall Out Boy – muita referência pop e senso de humor afiado.

No vídeo, muito bem dirigido, os membros da banda são bonecos rejeitados de uma linha de produção de onde vieram os bonequinhos do NSYNC que estrelam o vídeo de “It’s Gonna Be Me” (sério, se você nunca viu esse vídeo, clique aqui – é melhor do que 90% dos clipes atuais). Tentando chamar a atenção da Demi Lovato numa loja enquanto tentam se virar como bonequinhos, ainda são perseguidos pelo Joey Fatone (ex-NSYNC). O clipe ainda conta com o Chris Kirkpatrick, ex-membro da boy band. Sério, meu lado criança na virada do milênio está batendo por esse vídeo! Aliás, a música é muito boa e funcionou bem com o trabalho de montagem e direção do vídeo. Um bom rival para o Coldplay.

 twenty one pilots – “Heathens”

A banda do momento, com dois hits no bolso, é o twenty one pilots. Misturando pop, rock e hip hop, a banda (que na verdade é um duo) entra nessa disputa com um verdadeiro petardo – “Heathens”, da trilha sonora de “Esquadrão Suicida”. Uma das coisas mais interessantes da trilha desse filme é que os principais vídeos que acompanham a trilha conseguem adequar muito bem as cenas do filme com as sequências de vídeoclipe, sem parecer um clipe preguiçoso de trilha. Essa é a sacada desse vídeo.

O clipe mostra o vocalista Tyler Joseph cantando numa prisão soturna enquanto passam cenas do filme. Num momento que não sabemos se é delírio ou realidade, a porta da cela se abre e ele decide seguir o baterista até um grande salão, onde começa a cantar com roupas novas e ar de psicopata para um bando de presos com ar perigosíssimo. Um vídeo que não destoa do filme, nem do clima misterioso e obscuro da faixa, com a bateria bem marcada, e que consegue ser envolvente por si só. Sendo da banda estourada de 2016, já é meio caminho andado para um Moonman.

Panic! At The Disco – “Victorious”

No mix de confusões em que a Panic! At The Disco sempre viveu – sai membro, entra membro, tira exclamação, bota exclamação – parece que o vocalista e bandleader Brandon Urie é a única coisa realmente sólida que tem na banda. Outra expoente daquela “emomania” dos anos 2000 (mesmo que, ao ver os clipes daquela época, você acredite que as pessoas realmente não sabiam distinguir quem era quem e colocavam tudo num mesmo pacote), a banda passou por várias fases até chegar a esse ponto de maturação em que, se não é um Fall Out Boy em questões de coesão, não está na mesma situação de um My Chemical Romance (MEU DEUS, vocês se lembram desses caras? Eu confesso que era viciada em “Welcome to the Black Parade“, mas morria de vergonha de confessar).

O clipe de “Victorious” tem um dinamismo bem legal, assim como a música, um pop rock bem upbeat e levado em alta voltagem, além de ser bem divertido – Brandon Urie passa por diversas situações na vida em que ele sai vitorioso, incluindo ajudar uma velhinha a atravessar a rua e não ligar pra ex após o término. Tudo com uma edição rápida mas não picotada, coerente sem perder o ritmo e a agilidade da música, e com um senso de humor bem gostoso. Um clipe bem redondo de assistir. Se fosse em outra época, seria ganhador de VMA fácil. Mas como os tempos são outros, não vai dar pra ser vitorioso novamente.

Conclusões:

Quem eu acho que vai ganhar: ê categoria complicada essa, hein? No meio dessa busca por uma identidade que represente o mainstream rock, a MTV algumas vezes bate na trave e outras até seleciona um bom grupo de indicados, como o deste ano,  mesclando nomes poderosos, bandas conhecidas, outros mais “alternativos” e upcomers. Como eu acho que eles podem balancear sucesso + reconhecimento, eu suspeito que o Coldplay leva essa. Mas eles podem pensar dessa forma e premiar uma banda que estourou para dar um “respiro” na categoria e mudar os nomes óbvios. Acho que fica entre o Coldplay e o twenty one pilots.

Quem eu acho que deveria ganhar: Meu coração late 90’s- early 2000’s é do Fall Out Boy, mas eu acho “Heathens” tão redondinho… Difícil.

Quem pode surpreender: Boa pergunta… Só se o Fall Out Boy realmente levar essa por motivos de: fã-base da Demi Lovato votando loucamente e a MTV comprar essa.

No próximo post sobre o VMA, uma lista corajosa de indicados da MTV – mas com um vencedor óbvio: é a categoria de Melhor Vídeo de Hip-Hop. Até lá!

Anúncios

Comente aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s