Demi Lovato acertou finalmente com “Body Say”

Cover Demi Lovato Body SayJá tem algum tempo que venho comentando da busca da Demi Lovato em busca de uma identidade que se reflita no reconhecimento da jovem como uma estrela da música. Talentosa, com uma grande voz e letras confessionais sobre sua vida e relações pessoais, além de uma imagem de superação conhecida, Demi acabou pecando por trabalhos irregulares, ainda no limite entre ser adulta ou teenager. Além disso, o lançamento de “Confident” ano passado, um álbum com boas ideias, que numa primeira ouvida é um bom álbum de uma jovem artista adulta (eu elogiei o CD na época, mesmo questionando onde estava a “Demi Lovato” real no álbum), mas depois de algum tempo soa cansativo e pecando nos mesmos erros de “não saber o que quer”, não ajudou em nada no fortalecimento da imagem da Demi como artista adulta.

No entanto, pouco antes do início da turnê conjunta com o Nick Jonas – a “Future Now – Demi lançou um single que parece abrir os trabalhos para o novo álbum, já fora da tenebrosa Hollywood Records. A música em questão, “Body Say”, é uma Demi Lovato que realmente parece uma artista adulta, cantando uma música com apelo a um público crossover e usando a voz com parcimônia, graças a uma produção equilibrada e gostosa.

Um pop/R&B que lembra bastante o breakthrough single do amigo Nick, “Jealous” (o que se explica pelo fato de um dos compositores e produtores ser Sir Nolan, produtor da faixa), especialmente no refrão, é uma faixa que atrai ouvintes para além do público mais jovem da Demi, com uma letra safadinha e bem sacada, ótima para as preliminares pré-sexo. Especialmente o refrão é um achado.

“You can touch me with slow hands
Speed it up, baby, make me sweat
Dreamland, take me there cause I want your sex
If my body had a say, I wouldn’t turn away
Touch, make love, taste you
If my body told the truth, baby I would do
Just what I want to”

Adoro essas músicas que te colocam numa ambientação, meio que contam uma história mesmo com o intérprete cantando em primeira pessoa. E a produção da música é melhor do que qualquer coisa lançada no álbum anterior. Simples, equilibrada, sem superprodução, sem exageros. A voz da Demi está no ponto -nada de gritarias, firulas desnecessárias, apenas o trabalho de performance e os agudos nos pontos certos. A voz não está parecida com ninguém, não parece música rejeitada de outros artistas; é uma música que tem o jeito e a identidade dela.

Pop/R&B é o negócio da Demi, e se a vibe do futuro álbum for nessa linha, sem overproducing, finalmente sabendo como usar a voz dela, teremos um ótimo lançamento.

E você, o que achou de “Body Say”?

 

Anúncios

Comente aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s