A hora da virada para The Weeknd?

Quem acompanha R&B alternativo já conhecia o trabalho de Abel Tesfaye, ou The Weeknd. O canadense ficou conhecido pela turminha mais indie pelas músicas sensuais, praticamente sexuais e a voz elegante, suave e hipnótica; e pelas três mixtapes que lançou em 2011 -“House of Balloons”, “Thursday” e  “Echoes of Silence”, que logo foram compiladas em “Trilogy”, de 2012. Foi com “Wicked Games” que o grande público passou a prestar atenção no trabalho de The Weeknd – mesmo assim, ainda não tinha sido o momento dele chegar ao mainstream.

O primeiro álbum, “Kiss Land”, de 2013, de certa forma não passou de forma marcante no mainstream, e The Weeknd começou a ficar na boca das pessoas a partir do ano seguinte, quando seu nome apareceu como featuring na música “Love Me Harder“, da Ariana Grande, para o segundo álbum da jovem, “My Everything”. Uma música bem “saidinha” para o catálogo até então “sweet” da jovem, uma evolução para Ariana, e uma oportunidade de ouro para o cantor aparecer numa música que, se não é tão direta ao ponto quanto seus outros trabalhos, é uma faixa bem característica do seu trabalho.

A música chegou à sétima posição no Hot 100 da Billboard, marcando a primeira entrada de The Weeknd no top 10 e o primeiro top 40 do rapaz. Mas era apenas o começo, já que foi uma trilha sonora que finalmente deu ao canadense a exposição máxima – “Cinquenta Tons de Cinza”.

“Earned It” tocou duas vezes dentro do filme, o que mostra a força da canção, um R&B cheio de soul e elegância, com uma ambientação obscura e sensual, puramente sexy, uma fuck music de respeito que chegou à terceira colocação no Hot 100 e tinha chances claras até mesmo de ser #1 se não fosse a “Uptown Funk Season” e o fenômeno “See You Again”.

Evidentemente aproveitando o buzz em torno do canadense, logo começaram os trabalhos para o novo álbum, “Chapter III”, com previsão para ser lançado agora em setembro. E a julgar pelo desempenho dos dois primeiros singles, 2015 pode ser o momento em que The Weeknd deixe de ser o queridinho dos indies para um artista de expressão no cenário pop.

O primeiro single, “The Hills”, é menos puxado pro pop – até certo ponto menos radio-friendly, mais alt-R&B e mais parecido com os trabalhos anteriores dele. Apesar de não ser tão instantânea, a faixa consegue pegar você a cada ouvida. A letra e a produção tem um ambiente melancólico e sensual ao mesmo tempo. Uma ótima canção, que alcançou o peak de #20 na Billboard, após subida meteórica no chart digital – mas que agora, puxado pelo desempenho absurdo do segundo single do “Chapter III”, “Can’t Feel My Face”, voltou a crescer, fazendo The Weeknd hitar duas músicas ao mesmo tempo. No momento, “The Hills” está na quarta posição do iTunes, enquanto CFMF está na segunda posição.

“Can’t Feel My Face” é foda pra caralho. É o mais sucinto que eu posso dizer dessa faixa. Abel chamou hitmakers consagrados como Ali Payami, Savan Kotecha e o mito Max Martin pra fazer uma canção pop, radiofriendly e crossover e um: manteve a identidade do artista; dois, trouxe um som moderninho (essa pegada synth 80’s já consagrada no mainstream mas com um funkeado gostosinho a la Michael Jackson, cuja voz do The Weeknd o emula em toda a faixa); e três, conseguiu tornar tudo isso uma música coesa, muito bem produzida e boa o suficiente para ser hit. Subindo feito foguete nas rádios (é top 10 no Mediabase) e muito bem no chart digital – além de 12º no charts de streaming (TH é oitavo). Com fortes chances de finalmente ser o primeiro topo do The Weeknd no Billboard Hot 100, pode vingar as tentativas de “Earned It” em grande estilo.

Com esses dois “teasers” do segundo trabalho do The Weeknd, o que se pode esperar é que o canadense finalmente dará o pulo do gato para conquistar os ouvidos e os corações do grande público.

 

E você, o que acha?

 

 

 

 

Anúncios

Comente aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s