Design de um Top 10 [18] Enquanto “See You Again” domina os charts…

Banner-Design-de-um-Top-10
A dominação de “See You Again” nos charts da Billboard continua. A pungente faixa em tributo a Paul Walker chegou à quarta semana seguida em primeiro lugar, ainda no auge das forças, liderando o chart digital, os charts de streaming e subindo na audiência das rádios – onde ainda não lidera, já que quem ocupa essa primazia é “Earned It”. Aparentemente, nem a estreia de “Pretty Girls” pode tirar a música de Wiz Khalifa e Charlie Puth do topo, e creio que pelo menos mais uma semana em primeiro está garantida.
No entanto, algumas curiosas (e já previstas) movimentações no chart podem surpreender o mais otimista dos fãs – e é sobre essa variação que o “Design de um Top 10” vai falar.
Top 1o Billboard Hot 100 (16/05/2015)
#1 See You Again – Wiz Khalifa feat. Charlie Puth
#2 Trap Queen – Fetty Wap
#3 Uptown Funk – Mark Ronson feat. Bruno Mars
#4 Earned It – The Weeknd
#5 Shut Up and Dance – Walk the Moon
#6 Sugar – Maroon 5
#7 Love Me Like You Do – Ellie Goulding
#8 Want to Want Me – Jason Derulo
#9 Nasty Freestyle – T-Wayne
#10 Thinking Out Loud – Ed Sheeran
Fetty Wap“Trap Queen”, do rapper novato Fetty Wap, já está aí, rondando a primeira posição. Em segundo lugar no Hot 100, também se encontra em segundo nos charts de streaming, e vem subindo nas rádios com consistência, sem a audiência gigante de “See You Again”, mas a promessa é de um belo acumulado no final do ano. A faixa está atualmente em sexto no iTunes, considerando as movimentações de The Voice e estreia da Britney Spears, é um grande feito para quem sequer tem uma performance num programa televisivo de grande impacto. Ou seja, a música já passou da fase de “apenas mais um viral” para hit certo de verão.

E se não fosse o buzz Paul Walker, talvez “Trap Queen” seria a música a destronar a “Uptown Funk season”? Mistérios…

 

 

Outra música mostrando a que veio é “Shut Up And Dance”, do Walk the Moon. O single subiu duas posições,Walk the Moon chegando ao quinto lugar e tem subidas fortíssimas no mediabase – só não supera, evidentemente, “See You Again”. Já com jeito de hit do verão, a música está em segundo no iTunes e com bom desempenho nos streams (a última fronteira, já que está crescendo muito nas rádios e no digital). Outra música que se manteve no top 10 do iTunes mesmo com as estreias e as “invasões” do The Voice, já podemos colocar como próximo hit do verão.

E acredito que, por causa do caráter mais “crossover” da música, acredito que “Shut Up and Dance” pode subir ao infinito e além em direção ao #1 na Billboard. (e se tiver uma apresentação num programa de impacto, melhor ainda).

 

 

Jason DeruloEntra ano e sai ano, Jason Derulo sempre hita alguma coisa dos seus álbuns (do debut, self-titled, ele botou três músicas no top 10: “Whatcha Say”, #1; “In My Head”, #5; “Ridin’ Solo, #9; do “Future History” nenhuma chegou ao top 10 – só “Don’t Wanna Go Home” peakou em #14; e do “Tattoos”/”Talk Dirty” , “Talk Dirty”, #3; e “Wiggle”, #5). Agora é o lead single do novo álbum, a grower as fuck “Want To Want Me”, que é a cara do verão, e com um jeito de R&B post-disco oitentista bem bacana, com direito a falsetes no refrão e muita sensualidade. Eu achava o refrão meio enjoado por causa desses falsetes, mas após duas ou três ouvidas, a música fica na cabeça, o que é impressionante.

Após subir duas posições, a faixa está na oitava posição no top 10, e desse ponto, a tendência é só subir. As músicas mais antigas até o momento estão em decadência (“Sugar”, “Love me Like You Do”, “Uptown Funk” e mesmo liderando nas rádios, acho que “Earned It” já chegou ao peak), e com o crescimento estável nas rádios – além do bom desempenho no chart digital (#3 no iTunes), acho que Derulo tem mais um hit do verão em mãos – e do tipo “Talk Dirty” de hit.

(P.S.¹: a minha visão do Jason Derulo hoje é um pouco diferente de quando ele começou. Lá atrás, em 2009, eu o via como uma versão B do Chris Brown, como um act R&B/urban que também dançava. Hoje, ele continua sendo esse act R&B/urban que sabe dançar, mas após os problemas pessoais, tretas e confusões do Chris Brown, é Derulo quem hoje cumpre a função do CB, sendo ainda por cima do tipo comportado – mesmo com o fim do noivado com a Jordin Sparks – e bem cool/crossover, com apelo geral – o que o Brown perdeu pós-agressão à Rihanna e todos os problemas posteriores)

(P.S.²: se você acha que Jason Derulo hita nos EUA, é porque não viu os peaks dele na Inglaterra. O cara domina por lá!)

 

Se “Trap Queen” já pode ser chamado de hit do verão, a cota viral do top 10 pode ser creditada a “Nasty T-WayneFreestyle”, do (outro) rapper novato T-Wayne. A música, que subiu oito posições na Billboard, chegando à nona posição no Hot 100, teve subida meteórica nos charts por causa de vídeos virais – que influenciaram nos streams e nas vendas digitais (#3 nos charts de streaming e#4 nos charts digitais). Como as rádios tiveram uma audiência pífia da música, elas não entraram na equação que levou o single ao top 10.

Mas “Nasty Freestyle” pode ser uma nova TQ – mais um rap no top 10, provável hit do verão – ou será mais um viral que vai e volta todos os anos? Olha, ouvindo a música, eu acho que será um viral mesmo. A música é basicamente um freestyle – T-Wayne versando por cima de uma batida pesada, sem refrão, por dois minutos e meio. Acho que sobrevive pelos virais, mas não sei se terá vida longa como “Trap Queen” (que é estruturada tradicionalmente como uma canção, tem refrão – e NF nem refrão tem).

 

 

E você? O que achou do top 10 da Billboard esta semana?

Anúncios

Comente aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s