Retrospectiva Grammy Nominations Concert [3]

grammy-nominations

Continuando a relembrar as apresentações do show de indicados ao Grammy, hora de falar um pouco sobre uma das mudanças mais importantes da premiação nos últimos anos, que tornaram cada edição uma caixinha de surpresas e palpites sobre quem serão os indicados para levar o gramofone.

Uma das categorias que teve uma importante mudança nesta década foi a de Artista Revelação. Atualmente, os candidatos a esse Grammy devem ser artistas que lançaram no período de eligibildidade, a primeira gravação que estabelece a identidade pública do artista – ou seja, seria o primeiro momento em que o artista fosse reconhecido. No entanto, essa primeira gravação não necessariamente deve ser o primeiro álbum lançado pelo artista.

Só que, anteriormente, os indicados a esse Grammy tinham que ter sido “virgens” como artistas indicados, ou seja, nunca deveriam ter sido indicados ao Grammy antes. Por isso, Lady Gaga acabou sendo uma game changer nesse aspecto. No Grammy de 2009, seu primeiro single “Just Dance” tinha sido indicado a Melhor Gravação Dance e por isso, ela estava inelegível para indicação a Artista Revelação na premiação de 2010, válida para o ano de 2009 – quando ela estourou com o “The Fame”. Por conta disso, a Academia teve que mudar as regras do jogo: agora, um artista pode ser indicado enquanto não tiver lançado um álbum completo e não tiver vencido.

Dentro dessas mudanças, já foram indicados grupos como o fun., que estourou mesmo com o segundo álbum, “Some Nights”, e Ed Sheeran, que tinha sido indicado anteriormente a Canção do Ano por “The A-Team”. E nesse sambão, Ariana Grande pode não ser indicada a Artista Revelação porque ela já tinha submetido o primeiro álbum, “Yours Truly”, que não passou pelo crivo dos votantes.

(por enquanto, a Ariana fica de fora das indicações por conta dessa lógica, mas sinceramente? Tudo pode acontecer daqui até sexta-feira)

Agora é hora de continuar a falar de shows! E coincidentemente, o ano em discussão aqui é 2010, quando teve um show de indicados para o Grammy que se realizaria no ano seguinte.

Bruno Mars, “Just The Way You Are” (2010)

Outro queridinho do Grammy, apesar de ter apenas dois gramofones, é o havaiano que tomou a esfera pop de assalto em 2010, primeiro como compositor (em “Fuck You”, do Cee-Lo) e voz dos refrões de dois sucessos (“Nothin’ On You” com B.O.B e “Billionaire” com Travie McCoy) e depois como artista principal. Bruno é considerado queridinho porque entra ano sai ano, ele tá sempre lá na lista de performers – seja como parte de uma apresentação tripla em 2011, ou roubando a cena em 2012, ou performando uma música que nem era indicada no ano da premiação (e que acabou concorrendo no Grammy seguinte) em 2013 (obs: a qualidade dos vídeos é muito ruim). Aqui ele se apresenta com o primeiro hit solo, “Just The Way You Are”, midtempo que colocou Bruno Mars como “cantor de baladinhas românticas” no início de sua trajetória. Uma bela apresentação, com vocais no ponto e clima acústico, que seria apenas uma pequena mostra do que o rapaz faria nos anos seguintes.

Curiosidade: como eu tinha comentado anteriormente, Bruno Mars começou a aparecer no mainstream como compositor e featuring, por isso, ele tem indicações além das válidas como artista solo. Ao todo, são 18 indicações ao Grammy, incluindo duas como Produtor do Ano com os The Smeezingtons (em 2011 e 2012); apenas como compositor/produtor em “Fuck You”, indicado a Canção e Gravação do Ano (em 2011); além de Melhor Colaboração de Rap e Melhor Canção de Rap em 2011 (por “Nothin’ On You”) e em 2013 (por “Young, Wild and Free”, com Snoop Dogg e Wiz Khalifa). Vitórias são duas: uma em 2011, pela já extinta Melhor Performance Pop Masculina (com “Just The Way You Are”) e agora em 2014, em Melhor Álbum Pop, com “Unorthodox Jukebox”.

Na próxima retrospectiva, o ano em discussão é 2011 – e vamos falar de outra mudança importante na premiação do Grammy – que eu citei há algumas linhas atrás. Eu falei “categoria extinta”? Não perca!

Anúncios

Um comentário sobre “Retrospectiva Grammy Nominations Concert [3]

Comente aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s