Katy Perry erra a mão em “This Is How We Do”

Katy Perry This Is How We Do Video“This Is How We Do”, quinto single do “PRISM”, é uma daquelas músicas com cheirinho de filler. Pop despretensioso inspirado nos anos 90, não parece uma escolha segura de single para uma hitmaker com faro pro sucesso como Katy Perry. E num CD que precisa de bons clipes para acompanhar músicas que não são tão interessantes, a impressão que fica é de que Katy anda perdendo a mão para 1. escolher boas músicas como single; 2. fazer um bom clipe.

O “PRISM” já não é um bom CD, em relação ao “Teenage Dream”. Tem algumas músicas boas – justamente os quatro primeiros singles e “Walking On Air” – e muitos fillers. É um álbum cansativo e que se pretende mais “orgânico” que o dance-pop do TD, mas soa como 40 minutos da mesma música. A escolha dos singles foi boa até o momento, mas a ordem não: após “Roar”, Katy deveria ter lançado “Dark Horse” e cedido aos apelos do público, que preferia essa a “Unco”, que é uma música belíssima, mas com jeito de single de fim de ano/janeiro-fevereiro. “Birthday” poderia ser um single de fim de verão (no lugar de “TIHWD”) e “Walking On Air” (um dance noventista com personalidade e com jeito de que faria muito sucesso nas boates). Mas as escolhas de Katy e da gravadora nesta era são esquisitas, e tudo culmina com um clipe sem graça e sem inspiração como “This Is How We Do”.

Pra salvar uma música tão ruim, com uma letra tão boba (que lembra, na primeira hora, “Last Friday Night”, mas aquela tinha uma historinha com a qual qualquer um se identificava; aqui nem isso), o clipe tem que elevar a música. Mas o vídeo é tão entediante e modorrento, e a escolha em pegar a letra da música de forma literal e traduzir de forma cool e descoladinha não ficou bacana. Podia usar a letra e fazer um clipe mais simples, uma noite com as amigas, pra aproximar o vídeo do público e fazer a música viralizar. Apesar do colorido, da beleza da Katy e da excelente fotografia (uma das melhores em clipes pop ultimamente) e edição, não funciona como possível viral, não tem apelo pra se ver de novo. Nem engraçada a Katy se apresenta no vídeo; e as animações de docinhos e frutas até poderiam ser divertidos, mas não salvam o vídeo (nem a referência à Mariah Carey).

“This Is How We Do” traz problemas pra era PRISM. Além dos erros no lançamento de singles, o terceiro álbum traz uma videografia mais problemática para uma artista que só viu evolução desde o primeiro CD. Enquanto “Roar” é bem feito, divertido (apesar de infantil demais) e acompanha um smash hit; “Unconditionally” é artístico, adulto e parece um quadro em movimento – mesmo com uma música de desempenho just ok; “Dark Horse” é um passo em falso na videografia impecável para um hit massivo; e “Birthday” é um single que passou em branco com um clipe que mostra o melhor da Katy divertida e trash (apesar de muita gente não ter gostado). E agora se completa com outro vídeo que arranha mais o trabalho visual da Katy.

 

E você, o que achou do clipe?

Anúncios

Comente aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s