Vencedores e performances do primeiro iHeartRadio Music Awards

IHRMA-1200-1026x684

Ontem rolou a primeira edição do iHeartRadio Music Awards, premiação que abrange os artistas bombados nas estações de rádio americanas e nas playlists do grande público. Rihanna saiu como a grande vencedora, com quatro prêmios – incluindo Artista do Ano. Mas além dos prêmios, que foram dados em várias categorias bem interessantes – como dividir em gêneros (o que o VMA não faz há muito tempo), também tiveram as apresentações. E toda a “fórunsfera” só falou da Ariana Grande, que se apresentou com um mashup de “The Way” e “Problem”, seu novo single, arrancando um sorriso fofo da RiRi; sem contar com a apresentação do primeiro single póstumo de Michael Jackson, “Love Never Felt So Good”, do novo álbum do Rei do Pop, “Xscape”.

Confira os vencedores:

Artist of the Year
Imagine Dragons
Justin Timberlake
Macklemore & Ryan Lewis
Maroon 5
Rihanna

Song of the Year
“Hold On We’re Going Home” – Drake ft. Majid Jordan
“Mirrors” – Justin Timberlake
“Radioactive” – Imagine Dragons
“Stay” – Rihanna ft. Mikky Ekko
“The Monster” – Eminem ft. Rihanna

Best Collaboration
“Holy Grail” – Jay Z ft. Justin Timberlake
“Stay” – Rihanna ft. Mikky Ekko
“Suit & Tie” – Justin Timberlake ft. Jay Z
“The Monster” – Eminem ft. Rihanna
“Timber” – Pitbull ft. Ke$ha

Best New Artist
Florida Georgia Line
Icona Pop
Imagine Dragons
Lorde
Macklemore & Ryan Lewis
Passenger

Country Song of the Year
“Boys ‘Round Here” – Blake Shelton
“Highway Don’t Care” – Tim McGraw with Taylor Swift
“It Goes Like This” – Thomas Rhett
“Mine Would Be You” – Blake Shelton
“That’s My Kind of Night” – Luke Bryan

Hip Hop/R&B Song of the Year
“Blurred Lines” – Robin Thicke ft. T.I. & Pharrell
“Hold On We’re Going Home” – Drake ft. Majid Jordan
“Holy Grail” – Jay Z ft. Justin Timberlake
“Pour It Up” – Rihanna
“Started From The Bottom” – Drake

EDM Song of the Year
“Get Lucky” – Daft Punk ft. Pharrell
“Stay The Night” – Zedd ft. Hayley Williams
“Summertime Sadness” – Lana Del Rey ft. Cedric Gervais
“Sweet Nothing” – Calvin Harris ft. Florence Welch
“Wake Me Up” – Avicii

Alternative Rock Song of the Year
“Demons” – Imagine Dragons
“Do I Wanna Know?” – Arctic Monkeys
“Pompeii” – Bastille
“Royals” – Lorde
“Safe And Sound” – Capital Cities

Best Lyrics
“Wake Me Up” – Avicii (Vocals by Aloe Blacc)
“I Love It (ft. Charli XCX)” – Icona Pop
“Say Something” – A Great Big World
“Same Love” – Macklemore & Ryan Lewis
“Wrecking Ball” – Miley Cyrus

Best Fan Army
Arianators – Ariana Grande
Little Monsters – Lady Gaga
Lovatics – Demi Lovato
Mahomies – Austin Mahone
Rihanna Navy – Rihanna
Swifties – Taylor Swift

Outros prêmios: iHeartRadio Young Influencer Award: Ariana Grande; iHeartRadio Instagram Award: Austin Mahone’s Mahomies; iHeartRadio Innovator Award: Pharrell Williams

Agora veja algumas apresentações:

L.A. Reid introduziu ao público o lançamento do primeiro single do novo álbum póstumo de Michael Jackson, “Love Never Felt So Good”, uma música composta em 1983 pelo Rei do Pop com Paul Anka, e com a participação especial de Usher fazendo alguns movimentos característicos de MJ. Realmente a faixa tem uma pegada “Get Lucky meets Treasure”, como disseram alguns críticos (o que eu comentei no post anterior), e a música é bem gostosinha, mas tive aquele incômodo de me sentir enganada por mais um lançamento caça-níquel da gravadora do Michael. Deixa o homem descansar gente!

Ariana Grande continuou a divulgação do novo single “Problem” com uma intro de “The Way”, se soltando bem mais que a primeira apresentação da música no Radio Disney Music Awards. A voz não ficou a perfeição de que se esperava, mas Arianinha compensou com aquela sweet inocence dela misturada com essa persona lolitinha que encarnou para o segundo álbum e no final, ficou bem divertido. Uma das highlights da noite, incluindo a cara de wtf do Blake Shelton e do Luke Bryan na mesa country, além da risadinha da Rihanna. Gente, ela não trollou a menina! Ela deve ter rido de surpresa, e achado genuinamente bom. Se ela não tivesse gostado, teria feito a mesma cara que fez no VMA pra apresentação da Miley.

A banda 30 Seconds to Mars, liderada pelo oscarizado Jared Leto, tocou “City of Angels” na premiação. A performance foi marcada pela inclusão de vários vídeos de artistas e anônimos, como no clipe da música, falando sobre suas impressões de Los Angeles, a cidade homenageada pela música do 30STM. A vibe da música é sempre épica, como qualquer coisa no repertório do grupo, mas se não tivessem tantas intervenções a apresentação seria mais interessante. Mas Leto sempre é uma aparição.

Os britânicos do Bastille cantaram o hit “Pompeii“, que atravessou o Atlântico e tomou de assalto o top 10 da Billboard. “Pompeii” é uma das minhas músicas favoritas deste ano – eu adoro a pegada de marcha da música e a letra meio tratando do “fim das coisas” – e a apresentação foi bem legal, com direito até a tambores e público animado.

Kendrick Lamar REI DO MUNDO destruindo mais uma vez num award! O rapper, hypadíssimo desde o ano passado e com esse superlativo mais superlativo (se é que isso seja possível) após a apresentação sensacional com o Imagine Dragons no Grammy 2014, dominou o palco do iHeartRadio Music Awards com o cover de “California Love“, do 2Pac. Rei é assim, segura uma música da lenda 2Pac como se fosse a própria música. O “Good Kid, m.A.A.d City” foi um dos álbuns mais legais lançados ano passado e injustiçadíssimo no Grammy; então as expectativas para o próximo trabalho do Lamar estão lá no alto.

Shakira foi rockeira badass na sua apresentação da balada pop/rock “Empire“, o segundo single do CD autointitulado. Apesar de em alguns momentos eu ter desconfiado de um playback, a colombiana não fez feio na apresentação. Fofinho ver Blake balançando a cabeça ao som da música e a galera pirando. A música não é um hit pronto e marcado, mas as subidas no iTunes são honestas e “Empire” tem chance de fazer uma boa carreira nos charts. O que uma exposição no The Voice não faz, hein?

Luke Bryan deve ser tipo o Luan Santana americano. Ou o Gustavo Lima. O som dele é tipo o “country universitário”, com as músicas variando nas mesmas letras de “girls, trucks, beers” (e você aí achando que hip hop tinha letras previsíveis). Um cantor bem medíocrezinho, mostrou toda a sua inépcia como artista com essa apresentação modorrenta de “That’s My Kind Of Night”. É tudo muito ruim – a música, a voz, a presença de palco, a animação dele de tiozão querendo se enturmar – que nem dá pra ser “ruim-que-vira-bom”. É ruim-ruim mesmo. E o pior é que esse subgênero de country se alastra como vírus nas rádios do gênero.

Também se apresentaram no iHeartRadio Music Awards Blake Shelton com “Doin’ What She Likes“, o medley do homem do ano Pharrell – “Come Get It Bae/Blurred Lines/Get Lucky/Happy” – “the beautiful bitches” aka Arcade Fire se apresentando com “Normal Person” (clique pra entender a razão da alcunha), Ed Sheeran com “The A Team/Don’t” e Pitbull, que abriu o award com “Wild Wild Love” (feat. G R L) e “Timber” (sem a Kesha)

Anúncios

Comente aqui!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s